Ao considerar as crianças um grupo social de enormes dimensões e uma verdadeira potência no mundo, Montessori por onde passou, deixou sua certeza de que na criança residia a esperança da construção de um mundo melhor.

   Foi uma conquista de Montessori ter criado condições que permitissem às crianças manifestar suas ações de acordo com suas necessidades internas; analisou cientificamente a personalidade da criança, sua capacidade de experimentar as possibilidades de seu desenvolvimento psíquico e intelectual, a sua natureza e o período da mente absorvente.

   Dizia que à Educação então, caberia a tarefa de favorecer, no sentido mais completo, o desenvolvimento do potencial criativo, da iniciativa, da independência, da disciplina interna e da confiança em si mesma.